domingo, 24 de fevereiro de 2013

Os Que Caminham com a Morte...


Alguns amigos sabem que eu gosto de um seriado que se chama "The Walking Dead"... A maioria, se não assiste nem gosta, nem fala nada. Alguns, vendo citações por aí, as vezes lembram de mim e compartilham referências... Uns poucos me perguntam pq eu gosto deste seriado aparentemente tão surreal e escabroso! Então hoje resolvi falar um pouco disso! ;)

Bem, eu gosto de TWD pq, antes de tudo é um seriado dinâmico, de suspense e tensão, com pinceladas de "terror"... Não aquele "terror" tipo "Jason" ou "Freddy Krugger", cheio de bizarrices e sangueira... Em TWD até rola algumas cenas "meio fortes", um pouco de "sangue", sim, mas nem é tanto (e no fim das contas é tudo de mentirinha mesmo)...!! Aliás, eu "gosto" dessas coisas em nível de FANTASIA, pq sempre fui um apaixonado por cinema e TV e SEMPRE gostei muito da parte de PRODUÇÃO da coisa (o "como tudo é feito") e em especial eu sempre gostei de EFEITOS ESPECIAIS e ainda mais particularmente, dos efeitos especiais de MAQUIAGEM - que é o que, em última instância, traz à vida (ou à "vida-após-a-morte"...) os "walkers" do seriado (que em essência são o que se vulgarmente chama de "zumbis"...! ;)

Aliás, eu começei a ver TWD e conhecer a série no HIATO somente entre a segunda e a terceira temporada, ano passado agora (2012) no inverno e passei algumas madrugadas online procurando episódios e achando canais de vídeo que apresentavam os episódios "um atrás do outro", em sequência!!! Eis que, vendo TUDO mais "coladinho" (do que esperar um episódio por semana) eu consegui entender todo o contexto e fiquei com aquele gostinho de "quero mais", esperando a tal 3ª temporada que estrearia (como de fato) em outubro passado...!!

Buenas, então, são vários fatores que me levaram a assistir TWD... Mas um dos fatores mais interessantes de TWD é que ele é um seriado surpreendente...  mutável... dinâmico... como a "vida real" - tirando a parte, claro, onde os mortos caminham na terra...!!

Em se tratando, em essência, de uma obra de ficção, pode-se dizer que é uma fantasia, um "exagero da realidade", mas muito similar no dinamismo e imprevisibilidade do real, como nas experiências que temos dia-a-dia, e ao longo da vida com as transformações que experimentamos. Na vida real conhecemos pessoas, fazemos amigos, amores, nos envolvemos, depois perdemos pessoas, brigamos, nos desentendemos, nos afastamos... Eventualmente temos saudades, mas sabemos que algumas coisas ficam apenas nas lembranças, em fotos, imagens, ou, em última instância, as vezes só na memória de quem por ventura lembra.

Se na ficção somos levados a este mundo caótico e pós-apocalíptico, o drama da série vem justamente da essência de se lidar com os problemas da sobrevivência diária. Os dilemas humanos de lidar com pessoas, diferentes expectativas e opiniões, ou desejos. Vivenciamos, com os personagens, o conflito de outros humanos que podem ou não pensar da mesma forma, mas que, em essência, também visam a satisfação própria, a continuidade e, em primeira instância, a sobrevivência. E essa realidade fantasiosa é que bate no inconsciente dos espectadores (ou deveria, pois toda a arte se presta a passar ao menos alguma mensagem subliminar) com dilemas de amizade, vida e morte, lealdade, conflitos de posse, etc, e faz pensar sobre a transitoriedade das coisas da vida...!!

No âmbito real nós também somos resultados das mudanças do cotidiano, da "luta pela sobrevivência do dia-a-dia. Claro que não vivemos o "apocalipse zumbi", não saímos por aí dando tiros nos rivais, não temos zumbis nos caçando nem os eliminamos a machadadas... No dia-a-dia lutamos contra "zumbis" reais: a sociedade que tenta "nos devorar", pessoas que tentam nos fazer mal e que podem nos causar muitos problemas... Mas temos que "sobreviver" a cada dia e seguir em frente, enfrentando tudo isso: transito, família, amigos, relacionamentos, colegas de trabalho, perdas eventuais, etc...

Em resumo, TWD é uma fantasia. É a exacerbação da realidade caótica que já vivemos, passada para um contexto fantasioso de morte e desespero onde, como já foi dito, os "mortos" fazem quase "pouca diferença"... e onde os VIVOS são mais a preocupação e o motivo de, justamente, se lutar para PERMANECER vivo...!! Mas tudo muda. A qualquer momento! E mesmo o "roteiro" da série não segue exatamente a linha dos quadrinhos que lhe deram origem... Mais uma mudança aí...! Então, sempre é bom "esperar o inesperado...!!

É um seriado eletrizante!! Eu recomendo! Quem sabe tu assite pra conhecer? ;)
.
Buzz
(MSC)

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home