domingo, 16 de outubro de 2011

Saudade...


Não adianta... Sou um pai babão... Um pai apaixonado...

Tenho antecedentes...!! Meu pai era super chegado à minha irmã mais velha... Adorava ela, as vezes visitava, pra conversar, ver as netas... Enfim... Eu lembro, eu pequeno, tinha ciúmes da mana... Depois passou...

Mas hoje vejo similaridades entre eu e meu velho pai... O carinho, a emoção... Meu pai era MUITO emocional... Bem mais contido que eu, claro, outros tempos, outra criação, outros recursos, outra cultura de massa, sociedade, época, etc... Mas no fundo, acho que herdei muito DELE meu lado artístico-emocional...

Meu pai adorava desenhar... Desenhava navios, locomotivas ("maria-fumaça", como ele dizia), casinhas, animais... Coisas simples, com a simplicidade de onde veio... Mas HOJE vejo que veio muito dele, muito do que eu sou... Muito de quem eu sou... Sinto muita falta do meu pai...

Sinto uma pena lamentável de ele não ter conhecido minha filha... Do jeito que era agarrado com as netas, seria com a Leticia também... Mas o destino levou ele um ano antes de ela chegar... E hoje me vejo cada vez mais parecido com ele... Estou numa idade onde me lembro dele na sua "melhor fase"...

Enfim... Saudade do meu pai. Saudade da minha filha. Saudade da minha infância... Saudade tem um "Q" de tristeza, um "Q" de alegria... Que bom poder sentir...! :)
.
Buzz
(MSC)

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home