terça-feira, 27 de setembro de 2011

A Existência Humana...

Eu não sou NADA... Mas ninguém pode ser NADA, logo, eu sou alguém...

E sendo alguém, estou preso ao dilema de "direitos" e "deveres" como qualquer um... Mas, de qualquer forma, estes são conceitos HUMANOS dentro de uma norma... A "norma" que preconceitua a "normalidade"...

Eu, ou tu, pouco importa. O "eu" é figurativo, ainda que, pessoalmente, seja tudo que se tem para se apoiar e para apoiar o que achamos ou classificamos da realidade.

Se tu existe, e é algo, precisa estar "encaixado" dentro de alguma coisa, de alguma "norma", de algum conceito, de alguma coisa que te defina por excelência... Visto que só existimos por definição.Se não tem definição, não existe. Mesmo o que é "etéreo" existe, justo por ser classificado de "etéreo"...! Já é uma categoria! Logo... EXISTE...!!

Entretanto, tudo é apenas CONCEITO... Tudo são fagulhas de energia elétrica ou de outra ordem, que se agrupa aqui e ali e resulta no... "o que conhecemos"... E o que "conhecemos" é definido pelo que presumimos... E da presunção vem o que assumimos como "verdades", por necessidade de classificação... E assumimos que tudo tem que ter uma "classificação"... E a "verdade" passa pelo crivo normativo da "normalidade" - do que é "normal", do que está "dentro de uma norma"...

E essa "norma", nada mais é do que um tranquilizante mental que ajusta tudo para que tenhamos "controle" sobre as coisas... E façamos parte delas... E as entendamos... Para não corrermos o risco de não sermos "NADA"... E assim, termos "relevância" nessa existência.

E eventualmente, nos mostrarmos relevantes para os outros.
.
Buzz
(MSC)

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home