segunda-feira, 5 de março de 2007

Casualidades....

... E do nada, o Amor se fez...
Fez-se de um vento, fez-se de um vinho...
Fez-se de um chicote, fez-se de um acalento...

E do nada, surgiu um vulcão...

Preso embaixo da Terra, até eclodir em erupção...
Levando tudo pela frente, com sua lava em profusão...

E do nada, fez-se a Paz...

Uma vertente de brisa leve e calmaria...
Sedimentando os aromas dos dias que viriam...

E do nada, brotou uma flor...

Sentimento de Alegria e Gratidão...
Coisa que não se explica, que não cabe na mão...

E do nada, tudo mudou...

Um dia depois do outro, ano após ano...
Tudo vai mudando, pois este é o grande plano...

E talvez, tudo precise voltar ao Nada...
Para do Nada, algo novamente se fazer...

Mas como ter certeza, que as coisas são como são?
Que temos controle da vida? Que nada vai ser em vão?

Quem cria o Nada? Quem cria a Razão?
E o Amor, aonde entra nesta equação...?

Casualidades à parte, a Vida é mesmo um grande ACASO...!
E de repente... Não mais que de repente...

Algo pode acontecer e tudo mudar...!
Ou não.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home