quarta-feira, 24 de março de 2010

Certezas...

Trago no peito
um defeito
vontade de ser completo
ainda que vague sozinho
cercado eventualmente
de desafeto

Não dou bola pra isso
entretanto
faço minha vida quieto
no meu canto
buscando a beleza da vida
em cada ser
seu encanto

As vezes acho afetos
que me preenchem de carinho
sementes que meu coração planta
e germinam devagarinho
explodindo em amizade

Ah, felizes os incautos
como eu
que acreditam na
felicidade
que aceitam as
palavras ditas
como absoluta verdade
e mesmo fazendo coisas
pelo bem
quando menos esperam
lá vem uma grande
lambada
mostrando que sempre tem
palhaçada
papelada
pataquada

Nem tudo é tão "bem"
porque fácil é amar ao reverso
por trás
sorrindo amarelamente quando à frente
pessoas cuja caminho
não é amarelo
e sim de um cinza decadente

Mas, utópico, sigo trilhando
a estrada de tijolos amarelos
rasgando o papelão dos vazios
buscando os olhos mais sinceros
na certeza dos afetos
na busca do que é correto

Feliz daquele que ama
sem covardia
com coragem e sem reversos
com acertos
sem mesquinharia

Pois a pessoa que sabe se
expressar
não tem e nem precisa ter
medo de errar

E mesmo quando estiver errado
terá sabido que o erro
não estava no errado fazer
E sim no que é certo buscar


24/03/2010

Buzz
(MSC)

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home