sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Mês da Saudade...


Meu pai se foi num dia 22 do mês de outubro de um já distante ano de 1994... Ele ia fazer 72 anos. E lá se vão 14 anos....

Meu pai se foi um ano antes de minha filha nascer, num alegre dia 12 de outubro de 1995... Ela já está com 13 anos e não teve o prazer de conhecer o vô, que era uma pessoa simpática, simples, trabalhadora, um "self-made-man", que amava suas netas, que era coruja como só ele e um bom contador de histórias.

Minha filha não conheceu o avô, famoso por ser ex-massagista do Grêmio, que era amado e respeitado por sua trajetória, por seu talento como "curandeiro". Não conheceu o avô que tinha traços de um líder, que foi vice-presidente de clube, que gostava de se divertir, dançar, brincar (como eu?) mas que as vezes preferia a simplicidade da casa, de churrascos de domingo, de verões na praia...

Minha filha não conheceu o avô, que adorava desenhar "marias-fumaças" e navios", que adorava assobiar e inventar músicas... Não conheceu meu pai, que adorava animais, cachorros, gatos, passarinhos, que era "durão", as vezes explosivo, mas que por dentro era uma pessoa de um coração enorme, um "manteigão", emocional e passional - muito como eu, talvez.

Minha filha jamais conhecerá o churrasco do vovô, que diz ter ensinado meu cunhado (hoje dono de churrascaria) a assar, mas que nunca conseguiu ensinar a mim - pq talvez eu não quisesse, naquele tempo...

Meu pai nasceu num 28/10/1922 e se foi num 22/10/94. Era escorpião, gostava de futebol, festas, de casa cheia, de amigos - muito como eu, de novo... Talvez não fizesse muito porque nem sempre pudesse porque minha mãe sempre foi um pouco mais reservada.

Meu pai gostava de Natal, de Ano Novo, cerveja, samba, carnaval, e uma série de coisas que nem lembro mais! Um grande cara... E eu lamento ter sido um jovem tímido, contido e envergonhado (coisa que hoje aprendi a não ser tanto) e nunca ter dito que o amava...

Na última 3ª-feira, dia 28, meu pai estaria fazendo 86 anos. E eu sinto saudade dele....

Buzz
(MSC)

2 Comments:

Anonymous Anônimo said...

CONHECI SEU BLOG AGORA.GOSTEI DOS SEUS ESCRITOS. APRENDEMOS NAS ENTRELINHAS A NÃO DIZER DO AMOR QUE SENTIMOS POR NOSSOS PAIS. HJ, JÁ MUDOU. MINHAS FILHAS VOLTA E MEIA, ME DIZEM: "EU TE AMO"
VC NÃO DISSE, ERA TÍMIDO. SEU PAI SABE O QUANTO VC O AMA. O AMOR É ETERNO...
PARABÉNS PELO PAI E PELA LIÇÃO DE VIDA QUE ELE DEIXOU PARA VC.
BEIJINHOS
PS. ENCONTREI-O NUMA ENQUETE SOBRE O ORKUT, VC FALANDO DOS TERRÍVEIS SPANS
QUE INVENTARAM E SOMEM COM NOSSAS MENSAGENS.marina/ANJO CARMIM
EMAIL:anjocarmim58@yahoo.com.br

8/04/2009 01:10:00 AM  
Blogger Buzz said...

Marina (comentário acima):

Obrigado pelas palavrasssss!!!

Beijão!
Buzz
.

8/04/2009 01:12:00 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home