terça-feira, 4 de março de 2008

Que lástima...!


Que lástima ainda ver a ignorância e a intolerância existindo entre as pessoas - e não é um comentário "genérico", mundial, aquela coisa que todos volta e meia expressam quanto aos destinos do mundo e das pessoas, não, é ver isto acontecendo próximo, perto, através de pessoas que julgamos (julgávamos?) supostamente inteligentes e, até então, amigas ou ao menos boas conhecidas...!!

Que lástima perceber a continuidade de pensamentos retrógrados, desgastados, ridículos e, porque não dizer, falsos e incorretos, quando não mentirosos mesmo, e que seguem fazendo certas cabecinhas vazias por aí...

Que lástima saber que pessoas tidas como independentes, inteligentes ("hah!!" <- ironia...), se deixam influenciar por coisas que sequer cogitamos saber, mas que passam a ser "verdades" dos incautos, dos pobres de coração e espírito...!

Que lástima perceber que mesmo quando se ruma ao progresso, à união, uns e outros por aí seguem pregando o segregacionismo, a desunião, a exclusão...

Que tristeza ver isto acontecendo entre pessoas próximas, entre "supostos" amigos e conhecidos, que se julgam no direito de barrar e excluir, julgar e condenar a uns e outros, quando em outros momentos foram os PRIMEIROS a condenar qualquer coisa semelhante...!!

Isto tem um nome. FALSIDADE... Aliás, tem MUITOS NOMES: mentira, ignorância, intolerância, incoerência, falta de vergonha na cara... Popularmente falando, a legítima "chinelagem"...

E infelizmente essas pessoas seguem por aí, fingindo ser "legais" e conquistando "amigos" (Cuidado! Onça no perímetro!), sabe-se lá com quem mentiras e propósitos...! Seguem promulgando toda essa vergonhosa (e natural) falsidade, muitas vezes disfarçada em grupos que pregam "união", que pregam "amizade", que pregam "coisas boas" - nada mais longe da verdade...

Estas pessoas, não sei como conseguem dormir á noite... Talvez durmam sentadas nas suas gordas convicções de serem talvez "maiores", "melhores", "puros", mais "bem comportados", sem erros e, portanto, livres para seguirem julgando, classificando, excluindo a quem querem e julgam poderem, mas dando sorrisinhos (amarelos, claro) e tapinhas nas costas por aí, quando lhes convém...

Destes, credo, quero distância!

Que lástima...!

Buzz
(MSC)

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home