sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

A Vida é Bela... e apaixonante!


As vezes vivemos tão intensamente nossa vida, que muitas coisas acabam ficando "pra trás"... O problema de se viver intensamente é que nos transformamos em seres apaixonados...! Nós, seres passionais, nos apaixonamos muito e intensamente por qualquer coisa que, por algum desígnio misterioso da Vida, resolvemos colocar nosso coração...

Pode ser por uma idéia, uma pessoa, até mesmo uma roupa ou um filme... Pode ser um trabalho, uma tarefa que ninguém mais quer, ou mesmo algo que ninguém goste... Aliás, o quanto mais "exclusiva" for a paixão, muitas vezes melhor parece...

Tipo, nada melhor do que exercer uma "ingrata paixão" por algo que muitos desdenham...! Quanto maior o desdém alheio, maior ser a paixão dos apaixonados, dos intensos, e com mais "unhas e dentes" eles (nós) defenderão (emos) o objeto conceitual de nossa mais imediata amorosidade...!

Pode ser que um dia até nos desapaixonemos, que nossa paixão mingue e morra, ou simplesmente canse e mude para outro foco, e depois até venhamos a aceitar que "nem era tão bom assim" ou "que não era tudo aquilo que pensávamos"... mas... enquanto nossos corações vibrarem na intensidade do brilho do olhar, ou mesmo na "guerra" travada com aqueles que querem destruir nosso objeto de adoração, aí, seremos guerreiros incansáveis, imbatíveis no combate dos incautos...!

Sim, porque aqueles que não conseguem compreender nosso amor nem compartilhá-lo conosco, não são mais que incautos, seres pouco dignos sequer de nossa ira, quanto menos ainda de nossa revolta... sendo eles mais provavelmente criaturas dignas de nossa mais misericordiosa pena...

Pena, não por sermos mais ou maiores que eles... mas por serem eles tão despreparados para entender o amor, a paixão arrebatadora - e claro, por suas incansáveis críticas ao nosso objeto adorado!! ;o)

Viver apaixonadamente é bom. Muito bom. Só as vezes devemos lembrar de nos apaixonarmos pelos motivos certos, pelas coisas boas, pois as vezes os seres intensos e passionais se "apaixonam" pelos motivos errados, por coisas, objetos, situações, idéias, pessoas, que não são "bons" ou "boas"...

Como vivemos intensamente, as vezes mesmo as coisas não-boas assumem um caráter muito maior do que realmente o são; e ficamos "apaixonados" por algum problema, por alguma pessoa irrelevante, menor, ou por algum conceito que não vai mesmo fazer diferença alguma para a continuidade da "Vida Humana"...! ;o)

Aí, é só uma questão de tempo, de pensar e mesmo de debater com algumas outras pessoas, sobre essas coisas, até nos darmos conta que nossas paixões são, sim boas, e que nosso "amor", nossa passividade e intensidade são, sim, boas... só que estivemos colocando nossos corações em algo menor, algo irrelevante...

O despertar para a compreensão da pequenez dos nossos problemas, desafetos ou qualquer coisa que realmente não "renda" nada de boas energias, é algo "TÃO BOM" que acabamos nos apaixonando pela vibração de entender que estávamos agindo errado!! E voltamos à felicidade que normalmente temos, pelas outras coisas que, paralelamente, seguimos apaixonados...!

Ah, como é bom sabermo-nos assim, tão grandes, tão fieis, tão apaixonados...!

Buzz
(MSC)

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home